segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Técnico em Edificações/Construção Civil

O que é um curso técnico?
O ensino técnico funciona como uma janela profissional. Aquela que você abre para ver o que há do outro lado. Proporciona o aluno a conhecer mais sobre determinada área e ainda o ajuda a ingressar no mercado de trabalho mais cedo. Existem duas formas de ensino técnico:

1) Juntamente ao ensino médio (concomitante), onde o aluno estuda tanto as matérias normais, da escola, quanto as técnicas.
2) Após o ensino médio (subsequente). O aluno poderá ser trabalhador, universitário... Não necessitanto ainda estar no ensino médio. É uma boa para quem está na área e ainda não possui diploma, ou vestibulando que ainda não sabem o que querem. O curso ajuda a conhecer melhor a área e dá aquele 'empurrãozinho'.



O que farei como técnico em edificações/const. civil?
Primeiramente, não há diferença entre os dois, só a nomenclatura muda. Ou seja, o nome. Estes profissionais geralmente trabalham ao lado de engenheiros, arquitetos, topógrafos e etc. Seriam os auxiliares destes outros trabalhadores.
Costumo ver muitos técnicos trabalhando em escritório com projetos (tanto arquitetônicos quanto de instalações, por exemplo), orçamentos, planilhas... Além de tudo, alguns também vão a campo. Eles supervisionam obras, gerenciam o pagamento dos operários, auxiliam, entre outras coisas. Este profissional pode trabalhar em vários ramos da construção. Desde inspeção de materiais à elaboração de propostas comerciais, auxiliando clientes a respeito do assunto. Logo, é uma área bastante vasta a const. civil. Tanto para o profissional de ensino superior quanto técnico.

Quanto tempo dura o curso?
Geralmente 2 anos, 2 anos e meio, para os de ensino subsequente. Para os de ensino concomitante ao ensino médio, varia de 3 a 4 anos.

O que eu irei estudar?
Você estudará bastante sobre projetos, plantas. Desde desenho arquitetônico (planta baixa, corte...) à plantas de instalação (elétrica, água, esgoto, gás). Então, é bom ter uma prancheta e seus materiais (a escola irá o auxiliar, fique tranquilo). Você irá desenhar tudo a mão, logo, tem que ter dedicação e força de vontade.   Depois de um tempo, virão as aulas de informática. Da básica ao autocad, o que auxilia na hora de fazer seus desenhos, não necessitando serem todos a mão.
Além dos desenhos, virão matérias bastante 'metódicas', em que aprenderá normas, técnicas e procedimentos da construção civil. Verá que tudo é regido por normas e leis. Estudará isso em todas as matérias, praticamente. Ex: Tecnologia das construções, Solos, Materiais de contrução, Práticas construtivas,  Organizações e Normas, Segurança do trabalho e etc.
Também há a famosa matemática! As exatas andam de mãos dadas com o resto das matérias. Você estudará a matemática básica e a 'aplicada' ao seu curso, além da física. Cada curso funciona de uma forma, mas não tente escapar delas, e sim entendê-las.

Eu posso não gostar de Exatas(matemática/física) e fazer o curso?
Poder você pode. Porém, é bom que entre querendo aprendê-las. Muitos alunos entram com essa mentalidade, mas é quase impossível você seguir na área se não gosta de exatas. Além do mais, o curso técnico é mais valorizado quando seguido de uma graduação. Logo, se não gosta de exatas, como fará? Uma dica: estude o necessário de exatas e siga para arquitetura, se não gostar de exatas e preferir desenho, por ex. Porém, jamais entre querendo 'se dar bem' sem dedicação. Essa área exige muito do aluno e profissional. Const. civil é algo 'pesado', logo, vá com GARRA!

Posso viver somente como técnico, sem ensino superior?
Sim. Minha dica é: se você pretende isso, se forme e comece a procurar cursos de aperfeiçoamento. Tem muitos cursos bons na área de const. civil. Aprenda tudo que possível. Se para você é necessário o trabalho e resolveu não optar pelo ensino superior (mesmo a noite), eu digo que dá sim para viver, mas você terá que continuar estudando!
Dê uma voltinha nas livrarias e sebos (lojas de livros usados) também. Procure por livros da sua área e estude! Sua dedicação e conhecimento são maiores e mais valiosos que qualquer diploma. Mas você tem que provar seus conhecimentos ao seu contratante, claro. Então vá em frente e dê o seu melhor!

E o salário? 
Muitos dos meus amigos, como estagiários, ganham de 500 à 800 reais ao mês. Mais passagens e alimentação. Tem os que ganham um pouco menos, cerca de 400. Outros que não possuem essa bolsa auxilio, apenas ganham passagem a alimentação. Outros que alimentação e passagem estão incluídos no 'bruto' do mês. Logo, varia muito. O horário de estágio é de 4 à 6h ao dia, por lei.

O salário, após estágio obrigatório, também pode ser o valor acima, podendo chegar a 2.000, por ex. Há os profissionais sênior, estes ganham até mais que 4.000 ao mês. Muito para um técnico? Pois é, as pessoas muitas das vezes não conhecem a área e acabam a desmerecendo. Por isso que eu digo que dependendo de suas necessidades, dá sim para viver como técnico.
Mas lembre-se: dedique-se. Se a empresa não está mais o ajudando a crescer, procure crescer fora dela. Arrume outra oportunidade ou converse com seu chefe. Diálogo é a chave de tudo. Muitos profissionais reclamam porque não sabem lidar com seus chefes ou seu posto, às vezes muitos nem deveriam estar na área   e entraram por dinheiro, necessidade, porque 'era o que tinha'... Enfim, evite ser um destes!

Eu quero ser técnico, e agora, o que faço? Onde eu posso conseguir isso?
Primeiramente, pesquise qual a instituição mais próxima de você que tenha estes cursos. Não vá em qualquer escola profissionalizante. Procure saber sobre o local, veja se é reconhecida e aprovada pelo CREA.
Eu darei uma ajudinha deixando aqui os links das principais escolas técnicas do Brasil. Acredito que isso irá ajudá-los a achar uma boa instituição!

1) Cefet: http://portal.cefet-rj.br/
2) Faetec (ETE´s): http://www.faetec.rj.gov.br/
3) Senai: http://www.senai.br/

Obs.: Os 2 primeiros links são de instituições públicas. O aluno se inscreve em um concurso, presta uma prova e espera sua classificação para saber se foi aprovado. Já o segundo é privado, havendo uma mensalidade a  pagar.
Obs 2.: Os links são do RJ, pois os sites são voltados para o estado em que quer cursar. No caso, eu sou do RJ. Se você for de outro estado, procure no google a instituição mais próxima. Boa sorte!

Ps.: Se possível tentem as 2 primeiras instituições. Não tenham medo de uma provinha. Se não passar na primeira, tente novamente! O que importa é não desistir se for isso mesmo o que você quer. As provas são de certa forma tranquilas e as inst. bastante reconhecidas.

19 comentários:

  1. Posso fazer um curso de técnico em edificações e posteriormente fazer engenharia civil, ou foge do foco ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo!
      Você pode sim, sem problemas. O curso técnico te dará uma formação mais rápida, voltada pro mercado. Já a engenharia seria algo mais sólido. A grande maioria dos técnicos fazem engenharia ou arquitetura depois de formados, mas isso já com o CREA técnico em mãos!

      Dê uma pesquisada nos cursos técnicos perto de você e boa sorte! ;)

      Excluir
  2. Boa noite!! Gostei muitíssimo das suas explicações. Estou fazendo um curso técnico particular e não estou gostando, o mesmo deixa muito a desejar, os meus amigos de turma todos já trabalham na área e só querem mesmo o CREA, eu por insatisfação resolvi fazer a prova da faetec e como vc mesmo disse não é difícil, passei e começo minhas aulas no próximo dia 05.. Então continuando com seus conselhos quem pensa em fazer um curso profissionalizante de preferência aos públicos, não posso falar das outras instituições particulares mas a que eu optei não tem comprometimento e muito menos respeito com seus alunos... Obrigada!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim Juliana. os melhores cursos tecnicos estao nas instituicoes tecnicas e tecnologicas publicas, que recebem e funcionam com verbas do governo, portanto, nao ''empurram'' o aluno para garantir o pagamento de mensalidades, como acontece nas escolas particulares. o foco dos Institutos Federais ou municipais esta para a pesquisa e para o mercado de trabalho, e nao apenas para o diploma.

      Excluir
    2. Moro em alfenas gostaria de fazer o curso de técnico em edificações aqui não tem eu acho qual o lugar mais próximo

      Excluir
    3. Moro em alfenas gostaria de fazer o curso de técnico em edificações aqui não tem eu acho qual o lugar mais próximo

      Excluir
  3. Boa noite!! Gostei muitíssimo das suas explicações. Estou fazendo um curso técnico particular e não estou gostando, o mesmo deixa muito a desejar, os meus amigos de turma todos já trabalham na área e só querem mesmo o CREA, eu por insatisfação resolvi fazer a prova da faetec e como vc mesmo disse não é difícil, passei e começo minhas aulas no próximo dia 05.. Então continuando com seus conselhos quem pensa em fazer um curso profissionalizante de preferência aos públicos, não posso falar das outras instituições particulares mas a que eu optei não tem comprometimento e muito menos respeito com seus alunos... Obrigada!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tenho 19 anos e vou começar o curso de tecnologia de construções de edificios.Tenho uma pergunta: Qual a diferença entre tecnico em edificaçoes e o tecnologo de edificios? e qual salario de um recem formado? Obrigado.

    ResponderExcluir
  5. Ola eu ja sou formada em design de intefiores e ganhei uma bolsa pelo sisutec e estou
    cursando tecnico em edifjcacoes a tres meses e surgiu na cidade onde resido a oportunidade de cursar construcao de edificios nivel superior na UFMS estou numa duvida cruel,o que devo fazer?

    ResponderExcluir
  6. apoós concluir o curso, e o estagio, o salario inicial em tecnico em edificações e de quanto? ou medio ou no auge?

    ResponderExcluir
  7. Olá....Sou designer de interiores e apesar de já trabalhar com obras de reforma, quero poder assina-lás... quero fazer um curso de edificações mas tenho duvidas.... Qual a diferença entre o curso profissionalizante de técnico em edificação e o curso de graduação téc. em construção de edifício? Já que o primeiro tem duração de 1 ano e meio e o segundo de 3 anos... Qual é o melhor? Preciso otimizar meu tempo e estou confusa!....desde já obrigado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nenhum desses cursos te dara autonomia pelos conselhos de classe (CREA) para assinar progetos. esses cursos tem como atribuicoes profissionais e foco de estudo a gestao e o controle, a implementacao (seu ramo), a fiscalizacao e a execucao de progetos e obras, atuando como autonomo ou como auxiliar dentro de uma equipe, ou subordinado ao profissional bacharelado (engenheiro). a diferenca entre o tecnico e o tecnologo confere apenas algumas atribuicoes a mais no que diz respeito aos regulamentos definidos pelo CREA. resumindo, o tecnologo em edificacoes pode, por exemplo, ficar responsavel ou atuar em reformas, desenvolvimento e desenho tecnico em um progeto com ate de 150 metros quadrados de area total, enquanto o tecnico fica limitado a 80 metros quadrados. outro exemplo seria a ART. o tecnologo, por ser nivel superior e ter estudado disciplinas a mais do que o tecnico, pode ficar responsavel e assinar os termos de responsabilidade tecnica em obras e progetos maiores e mais complexos. alem de que o tecnologo pode dar continuidade em especializacoes apos concluir o curso, como os sensus, pos e doutorado.

      Excluir
  8. que graca de texto. ja pensou se todos os profissionais de nivel fundamental e medio valorizassem a carreira e a profissao como mostra este texto? como o mundo seria um pouco melhor.

    ah, matematica esta para os tecnicos/engenheiros assim como a biblia esta para o pastor!

    ResponderExcluir
  9. Técnico em edificações faz preventivos de incêndio ? Ate qtos mts ?

    ResponderExcluir
  10. Fazer o curso de edificação ajuda na faculdade de engenharia civil ?

    ResponderExcluir
  11. Prezados, o Técnico em Edificações pode se responsabilizar por projetos e obras, o Tecnólogo NÃO, apesar de ser considerado curso superior e o Técnico em Edificações NÃO. Na verdade é uma incoerência, mas Dura Lex Sed Lex! Com relação ao Técnico em Edificações, ele pode se responsabilizar por projetos e construção até 80m2 ( ou 120m2 para quem tenha direito ) com qualquer tipo de estrutura, com um ou mais pavimentos, qualquer finalidade ( comercial, industrial ou residencial ); pode ser responsável por regularização de obras SEM LIMITE DE ÁREA, ser responsável por reformas SEM LIMITE DE ÁREA, com qualquer número de pavimentos, inclusive EDIFÍCIOS, qualquer fibalidade ( residencial, industrial ou comercial ); ser responsável por projetos complementares ( elétrica, hidrossanitário, prevenção de combate a incêndios, etc. ); pode ser responsável por Projetos de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil; ser responsável por vistorias e laudos de perícias, etc. Estas e mais outras dezenas de atribuições que o Técnico em Edificações está habilitado para exercer não é informada pelas escolas, seja por desconhecimento ou por outro motivo qualquer. No final de 2015 foi lançada no mercado editorial brasileiro uma publicação inédita que acaba com as conjecturas sobre o que o técnico pode ou não realizar intitulada "ATRIBUIÇÕES PROFISSIONAIS DO TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES" que apresenta todas as atividades legalmente atribuídas ao técnico com farta apresentação de documentos comprobatórios do Confea Conselho Federal de Engenharia e Agronomia e do Poder Judiciário Federal. Essa publicação pode ser encontrada no site POENARCO Portal da Engenharia, Arquitetura e Construção ( www.poenarco.com.br ) ou na Livraria Poenarco ( www,livrariapoenarco.com.br )

    ResponderExcluir
  12. Uma pergunta:fazer o curso técnico em edificações ou em Desenho de Engenharia Civil, auxilia no meu caso que pretendo cursar Arquitetura futuramente???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Elen, você está correta. Qualquer dos cursos citados irá ser de significativa importância, não somente para quem quiser cursar Arquitetura, mas também Engenharia Civil. Outrossim, você cursando Edificações, poderá ou trabalhar em empresa, com vínculo empregatício, ou mesmo como profissional liberal e autônoma, com isso acumulando conhecimentos e experiência que de muita valia será quando você se formar em Arquitetura ( ou Engenharia ). Temos muitos Técnicos em Edificações que possuem suas empresas e podem executar mais de 20 atividades distintas. O mais importante é você procurar conhecer todos seus direitos como Técnica em Edificações, pois muitos colégios, prefeituras e até mesmos os CREAs não costumam orientar sobre as reais atribuições dos técnicos, simplesmente afirmam que o técnico pode se responsabilizar por 80m2 e mais nada, o que não condiz com a realidade, o Técnico em Edificações pode se responsabilizar por mais de 20 tipos de atividades.

      Excluir